Do homem a quem eu pertenço

Do homem a quem eu pertenço

Pridumat Mnogo

Quero este livro!

Quero este livro!

Resumo do livro 🤔

Logo abaixo disponibilizamos um breve resumo do livro Do homem a quem eu pertenço para que você tenha uma idéia do assunto do qual ele trata. Se rolar a página você terá a oportunidade de fazer a leitura online.

— deixá-lo entrar ou recusar-se. Foi terrível recusar-se — mas, aparece ele no apartamento, vão se tornar os seus reféns. Possivelmente é maníaco alguns, o louco, talvez, matou alguém e também também a matará facilmente? E de outro lado, não deixará entrar — assim pode vingar então.
Sim, o marido, naturalmente, muitas coisas podem, ele ser uma grande pessoa, será capaz de protegê-los — foi convencida dele. Mas o otimismo partiu porque antes olha o quadro repentinamente voou — como vem para Svetka à escola, e não há filha, e corre em todo o edifício, procura-o e finalmente encontra alguém que viu que Svetka já partiu. E corre para casa, подскальзываясь e tendo caído até uma vez que, mas no apartamento é vazio, e chama todas as suas amigas e a avó e repentinamente nota o botão de secretária eletrônica diabólico, aperta-o jovialmente e ouve a voz sepulcral informando que sua filha é raptada. Ou — ou em geral qualquer mensagem, silêncio ominoso só. O silêncio terrível, trágico, que grita e diz mais de mil palavras.
As vozes vieram mais perto, estiveram aproximadamente ao nível do quarto andar, e de cima, do décimo, também, ao que parece, várias pessoas desceram. Aproximadamente dois três minutos e …
É interessante porque assim se comporta? Agora mesmo realizou que pode forçá-lo a abrir-se uma porta — há muito já poderia. Uma vez que tomou uma faca de um bolso ou adquirir uma arma e guiá-lo em Svetka — não duvidou que tenha uma arma — e faria tudo. Mas não adquiriu nada, não ameaçou, somente perguntou corretamente. Assim pode …
Repentinamente lembrou-se como naqueles cartuchos que foram trazidos pelos investigadores de campo de marido empilhou pessoas na terra, em um deles lançaram o mesmo homem solidamente vestido em um enorme consórcio, tendo batido nele ao mesmo tempo várias vezes embora não resistisse. Não foi tem pena daquele que esteve no cartucho, e não foi é uma compaixão dele, mas comportou-se tão polidamente e foi … tão tranquilo
Virou-lhe umas costas, rapidamente destrancando fechaduras, empurrando Svetka no apartamento, voltando-lhe atrás — não feito para ele um passo, ainda estando no elevador. Aberto uma boca, sem saber que contar, recuando no interior, sendo indo para fechar uma porta com barulho quase. E repentinamente, se surpreso, disse calmamente:
— Vem …
— Bem dá, Andrukha — o coreano com desaprovação disse. A pessoa resistente e a inclinação a olhos pretos guardaram a expressão indiferente habitual, e a voz foi vazia, mas Andrey que o sabe condenação há muito sentida. — Não é rapaz e comprou tal hernyu.
— Muito bem, Genes. — Tremulou longe com o sorriso projetado para mostrar como realmente tudo é muito bom. — Estima — normal houve um homem de negócios, tantos casos feitos em conjunto. Bem não perto, mas anos ele sei cinco seis — ainda me dava Vadyukh. Bem lembra-se como fez — dá à equipe do homem de negócios que trabalhou com ele, não somente o dinheiro foi sugado dele e ajudado lá, as perguntas foram retiradas, reduzidas com outros que que fez vovós mais que a ação cultivou. Aqui para mim e os meus rapazes dele também deu Vadyukh. Talvez, lembra-se dele — Herman, o seu companheiro da idade, provável, preto, barbudo, firme nele com italianos?
Notou que o coreano não reagiu ao tom conciliatório embora derrubassem a cabeça, mostrando o que entendeu sobre quem ele o discurso — e começou a apressar para continuar a história. Sendo zangado com si mesmo que se realiza — como, na natureza, o estudante de escola antes do professor severo embora há muito se licenciassem na escola também professores e lá não especialmente reconhecido, e além disso somente em x … й enviado — e ser zangado um pouco com Genka que tem razão, naturalmente, mas todos não uma ocasião para empurrar quanto ao rapaz.
— Bem é mais curto, ajudei-o, e logo ele sabem — a Vadyukh morto, com você já fizemos o outro importa. E isto, Herman,

Faça a leitura online 📖

Aqui você tem a opção de ler online o livro, além de também comprar a versão de papel caso tenha interesse. Utilize o botão "LEIA AGORA" (que está abaixo da capa do livro 👇) ou clique direto na capa do livro abaixo para iniciar a leitura.

Carregando livro online...

* Se você gostou, sugerimos que apoie o trabalho do autor e adquira o livro. Para isso, clique no botão comprar. Se curtiu a leitura, por favor, compartilhe.

Setas indicando botão de compra

Comprar na AmazonComprar na Amazon

Visão Geral em PDF

Baixe aqui um apanhado geral sobre o livro Do homem a quem eu pertenço em PDF e distribua para quem você acha que gostaria de conhecer esta obra. O download está disponível para todos de forma gratuita.

Incorpore este livro ao seu site ou blog!

Copie e cole o código abaixo (como HTML) no seu site/blog para inserir uma caixa que aponta para informações do livro:

Vai ficar assim: